Translate

sábado, 1 de outubro de 2011

Salvem as pequenas!

Uma pequenina tartaruga verde nadando livre pelo oceano pacífico. Esta espécie está entre as populações mais saudáveis no Brasil. (Foto: Pierre Lesage)
E um filhotinho de tartaruga de couro (Dermochelys coriacea) acaba de nascer e vai correndo para o mar. Provavelmente daqui a uns trinta anos ela retornará para desovar e deixar ali sua descendência (Foto: Jason Bradley)
A tartaruga de pente (Eretmochelys imbricata) é muito procurada por seu caso todo desenhado para fazer jóias e artesanato. Imagina só matar um animal desses para satisfazer um bem exclusivamente material! (Foto: Jeff Yonover)
Os tecnicos do Tamar medindo uma tartaruga verde que tinha acabado de desovar. As tartarugas só voltam à praia para colocar seus ovos na época da reprodução, e preferencialmente na mesma praia em que nasceram. Será 6º sentido? (Foto: projeto Tamar)
Andando por uma das praias de Prado - Bahia, me deparei com a carapaça vazia de uma tartaruga verde, provavelmente capturada pela rede de algum pescador. Fiz a ficha de óbito como de costume e depois encaminhei ao Tamar para dar o devido fim aos restos, que não devem jamais ser deixados ao ar livre para evitar contaminação.


Um grupo de especialistas em tartarugas marinhas da IUCN (União Internacional para a Preservação da Natureza) acabou de fazer um estudo que identificou as espécies de tartarugas mais ameaçadas do planeta. São 11 populações ameaçadas espalhadas pelo mundo. Ao mesmo tempo eles constataram também as populações mais saudáveis. Este estudo é o primeiro do gênero e vai servir de base para cientistas desenvolverem mais projetos de preservação para as espécies específicas de acordo com o local onde elas ocorrem.
O Brasil é um dos pioneiros no estudo desses quelônios e possui uma das populações mais saudáveis do mundo: a de tartarugas verdes (Chelonia mydas). Estou falando sobre isso porque tive a oportunidade de trabalhar por um curto período no Projeto Amiga Tartaruga/Tamar na Bahia, e sei como é dura a vida de quem luta contra a corrente para salvar essas pequenas criaturas! O Brasil não tem o costume de investir em pesquisa, mas já está engatinhando.....É por isso que eu tiro o chapéu quando organizações não governamentais conseguem levantar uma grana para financiar projetos que realmente dão resultado.
O Projeto TAMAR acabou de fechar o balanço da temporada de desova nas ilhas oceânicas. Somente nas 3 ilhas (Trindade, Ato ldas Rocas e Fernando de Noronha) foram vistas mais de 800 fêmeas desovando e mais de 300 mil filhotes foram liberados ao mar. Isso é uma loucura!!! Ainda mais quando sabemos que cada tartaruga leva e traz toneladas de nutrientes, que trazem uma energia e tanto para outras criaturas. Afinal, depende das tartarugas marinhas a existência de vários peixes, moluscos, medusas, bancos de areia, recifes de corais, ilhas e etc, etc, etc. Salvem as pequenas! Poxa, e pensar que um bichinho assim é responsável pela sobrevivência de tantos outros......Que responsa!!!

16 comentários:

  1. .

    .

    . lind.íssima esta página . a ser de zelo e também de apelo .

    .

    . e dos animais . gosto de todos . muito mais do que das pessoas . tendo especial afeição pelas tartarugas .

    .

    . um bom.domingo .

    .

    . um beijo meu .

    .

    .

    ResponderExcluir
  2. Olá Paulo!
    Compartilho com você o apreço pelos animais!
    Seres indefesos, independente do tamanho, se vivem nos mares ou nos pântanos, nos cèus ou nas florestas.....estão sempre lutando pela sobrevivência de seus pares, sem ganância ou egoísmo.
    Um ótimo domingo, meu amigo!

    ResponderExcluir
  3. Wow, your picture is so beautiful and the water is so clear. I have not finish my diving licens yet, but this it what I wanna see later:-)
    Hope you have a great weekend:-)
    Thanks for your nice comment

    ResponderExcluir
  4. Belas imagens Bia!
    Que o homem saiba cuidar destas criaturas e do ambiente que as cerca!
    Outro dia, num mergulho em Cabo Frio, tirei um saco plastico da boca de uma tataruga, que iria comê-lo como se fosse alga...fiz minha parte e vou protegê-las sempre!
    Bjosss

    ResponderExcluir
  5. Bia

    perto de Angra dos Reis havia uma praia pequenina, chamada das tartarugas

    nós nadávamos e elas mesmo ali perto de nós, sociáveis

    não se ainda existe, a praia
    com a construção desenfreada de condomínios...

    gosto sempre de te ler e lendo

    entro em muitos mares e tenho carapaça :))

    um beijo

    manuela

    ResponderExcluir
  6. Hi There, What a nice post... I love reading about the sea turtles... SO interesting... I have a blog friend in Florida who writes about the sea turtles in her area...

    YES---we need to SAVE the little creatures...
    Hugs,
    Betsy

    ResponderExcluir
  7. Oi Bia!
    Andando semana passada por uma praia de joão Pessoa, me deparei com uma tartaruga morta na areia. Ela era imensa. Linda. Quase chorei ao ver. Fiquei imaginando como ela teria ido parar ali. Qual teria sido a má sorte dela. As tartarugas marinhas são lindas. A primeira foto está simplesmente impecável.
    Adoro seus textos.
    Bom final de domingo!
    Claudia

    ResponderExcluir
  8. Belas imagens, informação soberba como sempre, Bia!300 mil filhotes!!! Como diz: "Salvem as pequenas!" o universo agradece e retribui.

    Girassóis nos seus dias.
    beijos.

    ResponderExcluir
  9. Uau Spiderdama! You must have your diving license, it's wonderful seeing all the animal life deeply!!!
    On the other side, I can just imagine all the beautiful views you can see over the mountains in your Norway!

    ResponderExcluir
  10. Oi Flavia, que bom que você conseguiu tirar o saco plástico da boca da tartaruga! sabia que esta é uma das maiores causas de morte por asfixia das tartugas marinhas? Beijo e uma semana cheia de luz!!!

    ResponderExcluir
  11. Manuela
    Acho que a praia das tartarugas ainda está lá sim!!! Então você conhece nossas lindas praias brasileiras? Uma pena que, justamente pela beleza, há muitos condomínios sendo construídos sem o menor cuidado com a natureza...

    ResponderExcluir
  12. Hi Betsy!
    I love too! More then this, I love living next to the places where these lovely creatures live. Sometimes I could see lots of them running on shore towards the sea looking for free!!!
    Kisses

    ResponderExcluir
  13. Olá Claudia! Muitas vezes são encontradas tartarugas mortas nas praias por motivos naturais. Certa vez encontrei uma enorme na praia de Guaratiba, na Bahia, com uma mordida de tubarão! O pior é quando elas são mortas por pescadores ou malfeitores de propósito!
    Beijocas

    ResponderExcluir
  14. É Celina, o universo realmente agradece! E que esses seres pré históricos consigam viver ainda por muitos séculos!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. que lindo post! que vivam as tartarugas! moro perto de um "berçário" delas, parecido com o Tamar e é tão lindo qdo elas correm pro mar, eu vi uma vez.

    aqui recomeçamos a briga por causa da caça às baleias. não é fácil vencer os ânimos dessa maldita indústria pesqueira japonesa.

    bjs e bom dia

    ResponderExcluir
  16. Alexandre, aqui no Brasil conseguimos viabilizar um santuário marinho para as baleias do Atlântico Sul há bem pouco tempo, depois de muita luta!
    E que sorte a sua morar perto de um berçário de tartarugas marinhas!!!!
    Bj e um bom fim de semana!

    ResponderExcluir