Translate

domingo, 22 de setembro de 2013

De passagem

A vida da gente é uma jornada, certo? Ao menos para mim. Tudo bem que fui meio devagar em certos aspectos de minha vida, e sei que minha caminhada é longa. Talvez eu seja uma caminhante lenta, mas uma coisa é certa, nunca ando para trás! Afinal, eu estou aqui de passagem. Há momentos sublimes na vida da gente, e que para muitos não significam absolutamente nada. Estou falando de felicidade. Não aquela que todos buscam incessantemente e quase nunca encontram. Falo dos pequenos momentos. Momentos até de dor, de frustração e de não se encaixar naquilo que a sociedade quer. Mas pense que depois é só alegria. Ser livre para ser feliz a sua maneira, e cada um que ache a sua. Estava aqui revivendo fotos antigas em papel (tenho alergia às digitais!) de momentos felizes de uma longa caminhada que fiz de uma semana (já a descrevi aqui em detalhes). Mas hoje só me lembrei da felicidade de estar lá, e de como isso mudou o rumo da minha vida dali pra frente. Era tudo desconhecido para mim, como no dia em que terminei a trilha, sentei num banquinho de praça em Trancoso e pensei "Oba, meu primeiro banho quente depois de uma semana só nos rios!" Eu só tinha a certeza de que o que eu tinha feito foi verdadeiro o suficiente para mim. Foi ali, naquele banco que decidi que iria me mudar para a Bahia. E oito meses depois lá estava eu, feliz! Naquele tempo eu tinha muita dificuldade para acreditar em qualquer coisa. e ao mesmo tempo muita dificuldade para não acreditar. Ainda tenho um pouco....

Então, se me falassem: Siga essa trilha sem dificuldades, e ao final você irá encontrar o paraíso. Eu ia. Eu fui. Arrumei minha mochila nas costas e parti. Não porque acreditava que no fim estaria no paraíso. Mas justamente por duvidar que não haveria dificuldades no meio do caminho. Eu queria desafiá-las! E depois de 7 dias, muitas bolhas nos pés, o único tênis já furado em várias partes, a sandália de caminhada presa com fita crepe mil vezes para não se desmanchar, e um monte de filmes para revelar dentro da mochila, tinha chegado ao fim. 
Apesar das dificuldades enfrentadas, mesmo assim eu estava feliz. Poxa. afinal isso tudo deveria ter algum valor! E quando cheguei ao final da jornada, vi que Trancoso não era exatamente 'o paraíso'. Tudo bem. Enfim pude jogar fora meu tênis velho furado e a sandália remendada. Comprei um par de alpargatas novinho em folha e peguei o avião de volta pra casa, feliz da vida! Não existe receita para tudo dar certo na vida. Imprevistos , tristezas e falta de sorte também me acompanham sempre. 

Talvez sejam os efeitos colaterais que estão na bula, e que muitas vezes esquecemos de ler. E Martha Medeiros acerta em cheio quando diz: "Gosto de quem tem compromisso com a alegria, que procura relativizar as chatices diárias e se concentrar no que importa pra valer, e assim alivia o seu cotidiano e não atormenta o dos outros. Mas não estando alegre, é possível ser feliz também. Não estando 'realizado', também. Estando triste, felicíssimo igual........A vida não é um questionário de Proust. Você não precisa ter que responder ao mundo quais são suas qualidades, sua cor preferida, seu prato favorito, que bicho seria. Que mania de se autoconhecer. Chega de se autoconhecer. Você é o que é, um imperfeito bem intencionado, e que muda de opinião sem a menor culpa."

E há quem diz que sou louca por pensar assim...... Sou louca, mas sou FELIZ!

18 comentários:

  1. Ah Bia, que nada! Você está atrás da vida, sempre perseguindo o que há de melhor nela. E acho que se enquadra, e eu também, nesta frase pequena da grande M.Medeiros - 'somos imperfeitos bem intencionados' - e é isso aí, errando, levantando, aprendendo e tocando a vida.
    beijoquinhas cariocas



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é uma coisa que eu não me canso de fazer, he he!
      E que bom que somos" imperfeitos bem intencionados"!!!!
      Bj

      Excluir
  2. Ei Bia
    Já te falei que você escreve hiper bem, que adoro seus textos? Acho que sim, né, Bia.
    Você é uma grande aventureira, no bom sentido, ok, não tem medo, enfrenta o que você quer, e acha certo naquele momento, gostaria de ser assim, sou medrosa, previsível, já melhorei bastante, reconheço, mas ainda meio agarrada à zona de conforto.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Célia
      Acho que já fui mais aventureira..... Afinal, a vida já é uma grande aventura! Escrevo para ter onde colocar minhas ideias e pensamentos que me vêm à cabeça o tempo todo. Haja paciência, não! Sempre feliz por sua presença aqui. Bj

      Excluir
  3. Respostas
    1. Obrigada pela visita "Will Art"
      Volte sempre!

      Excluir
  4. We live in a colorful world and I see it very much through your blog.
    Great blue shoes also:-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. That's right Tania
      We live in a big planet with many colours and different ways of life. It's a wonderful world, isn't it? Thanks for my spanish shoes!

      Excluir
  5. Aventura é seu nome e destemida o sobrenome. É louca Bia?! Que loucura mais boa de se ter hein?!!!
    Boas aventuras sempre é o meu desejo procê, assim recebemos aqui esses relatos maravilhosos.
    Beijuuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou louca mas sou feliz, he he!!!!!! Poxa, sempre pensei que a vida passa tão rápido, que não vale a pena ficar sentada (uma coisa que realmente não consigo: ficar parada!) reclamando e lamentando mil coisas que deixou de fazer ou se arrependeu.... Estou sempre sacodindo a poeira e virando a página!
      Beijocas Regina

      Excluir
  6. caminhar devagar

    para gastar muitos ténis e acreditar no que nos faz feliz


    vai em frente, Bia!


    um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Manuela, devagar e sempre!
      Só que o tempo anda passando tão depressa que as vezes é preciso correr um pouco mais para gastar o tênis e não perder o bonde!!!

      Excluir
  7. Nossa vida é feita de surpresas onde nossa missão é viver.
    Alguns momentos podem durar tão pouco e
    ficar na sua memória por muito tempo,
    algumas pessoas podem fazer muito pouca
    parte da sua vida e ser considerada pra sempre.
    Eu imagino um dia em que todas as pessoas
    tivessem o direito de ser feliz,
    mesmo que seja só por um momento,
    para ter a oportunidade de sentir o que realmente
    desejam e acreditar que sonhos não são bobagens.
    As vezes percebemos que as aparências enganam
    e que podemos sofrer muito com isso.
    O tempo é uma coisa que não
    permite voltar para trás,
    então vamos aproveitar para exercitar
    nossa fé a cada segundo da nossa vida.
    Levar sempre amor a unica palavra,
    que poderia mover o mundo.
    Ame o bastante para ficar gravado
    na memória eternamente de cada amiga e
    amigo.
    Um carinhoso beijo afagos na sua alma .
    Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E minha missão é viver.
      Viver todos os momentos e eternizar os bons!!!
      Abraços

      Excluir
  8. Bia,
    este post é , deve as sua "carinha"...
    Mulher. viva, alegre , feliz, dseafiadora, aventureira, e sei lá que mais adjetivação posso usar.
    Este post, é a vida!
    Depois, além de saber olhar em profundidade, sabe escrevê-lo com mestria.
    Tive pena de a não ter encontrado em Cascais.
    Sabe de onde chegou ontem o meu filho e sua companheira?
    Morro de S. Paulo, aí na Baía.
    Ontem caí, parti o nariz, mas vou seguir em frente, esperar que passe.... :)
    Obrigada pelas visitas.
    Prometo ser mais assídua.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  9. Bia,
    este post é , deve as sua "carinha"...
    Mulher. viva, alegre , feliz, dseafiadora, aventureira, e sei lá que mais adjetivação posso usar.
    Este post, é a vida!
    Depois, além de saber olhar em profundidade, sabe escrevê-lo com mestria.
    Tive pena de a não ter encontrado em Cascais.
    Sabe de onde chegou ontem o meu filho e sua companheira?
    Morro de S. Paulo, aí na Baía.
    Ontem caí, parti o nariz, mas vou seguir em frente, esperar que passe.... :)
    Obrigada pelas visitas.
    Prometo ser mais assídua.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anamar!
      Prometo que a próxima vez que for a Cascais, vamos nos encontrar, sim! Apesar de ter morado na Bahia, não conheci Morro de São Paulo, mas dizem que é lindo! E a vida é assim, uma caixinha de surpresas, umas boas, outras nem tanto, mas tudo vale a pena, acredite! Beijos e bola pra frente.

      Excluir
  10. .

    .

    . em suma . a bia gosta . de quem gosta de gostar . :) .

    .

    . e eu sou . total.mente de acordo .

    .

    . um beijo meu . em mais uma passagem .

    .

    .

    ResponderExcluir