Translate

domingo, 6 de março de 2016

O Haiti também é assim

Este é um país extraordinário, principalmente pelo seu povo! Mas infelizmente vem sendo explorado há séculos. Ditadores sanguinários, população empobrecida, florestas dizimadas e por aí vai. De que adiantou ser o primeiro país da América Latina a declarar independência, se sua população nativa (o povo Taino) foi praticamente extinto lá pelos anos 1.600 por doenças e maus tratos? Nos anos seguintes o país foi povoado por negros trazidos da África pelos exploradores, que se juntaram aos mestiços que sobraram. Mas nenhum dos países dominantes ajudou de fato o país a crescer! 
A verdade é que os haitianos estão fartos de ver reportagens  em jornais estrangeiros  sobre como são desamparados e etc. Um grupo de haitianos e um americano, todos fotógrafos, fundaram a ONG FotoKonbit para ensinar fotografia a crianças e jovens adultos para retratarem seu país (todas as fotos aqui são delas). Sua missão parece simples, mas nem tanto: mostrar ao mundo o Haiti como ele raramente é visto - na visão dos próprios haitianos.
O dia a dia das famílias, o trabalho, a escola, o lazer. O haitiano tem orgulho de sua cultura ancestral, do culto ao Vodu (religião que nasceu dos escravos cativos na ilha), da alegria de seu povo. Como se não bastasse, o Haiti é o país do hemisfério ocidental mais vulnerável aos efeitos de desastres naturais, como furacões, terremotos e inundações. Quando há uma catástrofe assim, ONGs e missionários estrangeiros correm ao país para ajudar. Tão previsível... Até os haitianos já se acostumaram a chamar de 'a temporada dos missionários' estas ocasiões.  Como eles mesmos dizem: "Eles vêm, trocam as peças, mas não consertam o carro". 
O país vem sendo explorado desde Cristóvam Colombo, que batizou a ilha de Hispaniola e chamou de maravilhosa, só que extraiu cada grama de ouro que encontrou e se mandou. Com os franceses não foi diferente. Durante mais de um século levaram escravos africanos para derrubar as altas florestas e levar a madeira para construir suas mansões europeias. Hoje restam menos de 2% de floresta no país. Os americanos também têm sua parcela de culpa. O então presidente Bill Clinton, que se autoproclamava amigo do povo haitiano, nos anos 90 abriu os mercados do país para o arroz americano altamente subsidiado (especialmente de seu estado natal Arkansas). Os agricultores locais não tinham como competir com o arroz de fora tão barato. Então abandonaram suas terras e foram inchar ainda mais as favelas das cidades. 
Hoje os haitianos têm conhecimento de sua riqueza  e vem lutando por ela. Sondagens no subsolo levam a crer que há enormes quantidades de ouro, cobre, prata e irídio. Já redigiram uma lei de mineração, mas estão atentos ao olho grande das mineradoras estrangeiras."Temos que ter cuidado, a recolonização vem de duas formas, ou os estrangeiros usam nosso espaço para invadir com seus produtos ou roubam tudo o que temos. Mas os haitianos têm resistência, ninguém pode nos erradicar!" 





Estudantes de uma escola em Zorange, perto da capital Porto Príncipe, comemorando um aniversário.




Aqui todos se divertem num parque aquático em Labadie.






Uma praia de águas claras como a maioria das águas caribenhas vizinhas.
No distrito histórico de Jacmel há um grupo de 6 crianças, que documentam através da fotografia suas casas e as construções históricas do lugar.

Acho que a maior riqueza do Haiti está mesmo nos haitianos, um povo sofredor, mas que está aprendendo a lutar, se assim o deixarem! O Haiti não é só uma ilha distante, atordoada por terremotos e desigualdades, é um lugar cheio de alegria e muito orgulho!

12 comentários:

  1. e assim se olhando, mudarão estes jovens o seu país!

    onde tantos desembarcaram e desembarcam para saquear


    beijinhos, Bia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que sim Manuela. Acho que eles são a esperança do país, que cresce a passos de tartaruga, mas agora encontrou o caminho certo enfim!
      beijinho

      Excluir
  2. beautiful post and beautiful photos !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thanks Jens
      You kanow you're always welcome here. By the way, your photos are marvelous, as I could see!

      Excluir
  3. Linda postagem como sempre, as fotos lindas, o lugar lindo e o povo é lindo e digno!
    Amei ver amiga Bia, um dia eles vencerão e não serão mais explorados!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O povo haitiano é sofrido, mas têm sempre um sorriso no rosto, impressionante! Eles merecem ser muito felizes e prósperos!!!
      Beijos

      Excluir
  4. Bia querida,como aprendo com você, suas informações são tão boas e importantes, comecei a enxergar o Haiti de uma outra forma, pois sempre achei que era um país miserável de pessoas sem cultura e necessitadas da ajuda dos países mais ricos.
    Vejo que estou meio equivocada com este povo sofrido, mas ainda assim guerreiro, batalhador, lutando por seus direitos e riquezas.
    Muito obrigada pela sua dica no post do home office, gostei demais, estou inclinada a adotar sua ideia, difícil vai ser convencer o marido, que quer uma prateleira, que não vai ter função prática,só decorativa.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Célia
      Sempre procurei ver o outro lado do Haiti, desde quando li há alguns anos o livro "Muito além das montanhas", que fala de um jovem médico americano que construiu um hospital no alto das montanhas para fazer medicina gratuita e de boa qualidade à pobre população do país. Hoje Paul Farmer já tem mais de 60 anos e dá palestras no mundo todo e continua salvando vidas.
      Beijos e boa sorte com sua nova reforma, acho que vai ficar ótima!!!

      Excluir
  5. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela agradável visita Antônio.
      Volte sempre que quiser, será bem vindo!
      Abs

      Excluir
  6. Louvável esse projecto fotográfico, já produziu imagens fantásticas. Quem sabe, inspiraram um futuro Sebastião Salgado?
    Já alcançamos a lua e Marte. Quem sabe a próxima conquista humana será o respeito pelo próximo!!??
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem que podia ser verdade Ruthia! Precisamos muito que este amor ao próximo se espalhe por todo o planeta. O projeto de fotografia é fantástico e mostra o verdadeiro Haiti, torço por eles!
      Bjs

      Excluir