Translate

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Cuidar todo dia

Corais ainda preservados no Banco de Abrolhos, com toda a sua beleza (Foto de Sterling Zumbrunn da Conservation International)
Lago formado pelo degelo das calotas polares (Foto National Geographic)
A tartaruga verde é comum no litoral do Brasil e, não raro, encontramos com elas ao mergulhar por aí (Foto National Geographic)
O salto de uma baleia jubarte em alto mar é sempre fascinante, ainda mais quando você está num barco a poucos metros dali!
O mar sempre claro do Peró....dias lindos e azuis!



Na semana do meio ambiente também se comemora o dia mundial dos oceanos. A data, 8 de junho, foi escolhida pelas Nações Unidas durante a Rio-92. Legal isso de ter uma data, mas devemos cuidar do meio ambiente e dos oceanos todo dia. A data nos faz lembrar da capacidade dos oceanos de regular o clima mundial, captar dióxido de carbono e fornecer serviços ecossistêmicos essenciais. Basicamente, é o que torna a vida possível neste nosso planetinha! Infelizmente os ecossistemas marinhos são muito vulneráveis, e o homem tem causado efeitos terríveis sobre eles. As mudanças climáticas já causam um aumento do nível dos mares e a acidificação dos bancos de corais. E a pesca desmedida? Aquelas redes de arrastão pegam tudo pela frente. E 50% da pesca, aqueles peixes pequenos que não interessam comercialmente, acabam virando lixo abandonado na própria água em que nasceram. Como se não bastasse, os oceanos ainda são afetados pelas atividades criminosas. A pirataria e assaltos armados a navios são um problemão. O tráfico de drogas e de pessoas via mar também afetam a vida humana e a paz nos oceanos. Durante séculos os mares foram considerados uma espécie de território livre para as ações do homem. Suas águas sempre foram vistas com uma capacidade infinita de dissipar a poluição que lá é jogada. Ainda hoje há gente que acha que os oceanos conseguem se recompor rapidamente de qualquer tipo de agressão. Doce ilusão! Para a sobrevivência de mares e oceanos é essencial a segurança econômica e o desenvolvimento sustentável, sem querer ser redundante num tema tão recorrente. Quero continuar me lembrando dos bons momentos nas águas do mar, sem poluição ou destruição. Quero que as outras gerações sintam isso também......É para parar e pensar......E mudar o que tiver que mudar.

17 comentários:

  1. fora o lixaréu que virou o fundo do mar. além do lixo que "humanos" deixam na praia, um festival de latões e latões com lixo atômico, navios afundados cheios de porcarias, etc.
    é uma tristeza...

    como as pessoas, ao ver estas imagens, não conseguem pensar nos oceanos com mais respeito e carinho?

    bjs!

    ResponderExcluir
  2. Todo dia é o dia do meio ambiente, porque se não cuidarmos a cada dia, um dia não teremos mais nada!
    A cada mergulho que faço, observo menos vida marinha...Ainda não voltei em Abrolhos, a ultima vez foi 2006, mas dizem que a quantidade de vida marinha diminui bastante, principalmente os "badejões" que habitavam por lá- a pesca ilegal na região, diria até pirata, acabou com esta espécie...uma pena...
    Bia, falando em coisa boa:
    Hoje é aniversário do meu blog e estão todos convidados para um pedaço de bolo, passe por lá!
    Bjocas

    Flávia Mergulhão
    ateliedacaie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Bia que bom vc ter falado sobre isso. Eu nao gosto muito dessas datas estipuladas para se comemorar ou cuidar de algo, penso como vc: temos que ter consciencia todos os dias dos nossos deveres diante do nosso "lar".
    Cuidemos todos dele, e façamos a nossa parte sempre esperarmos que os outros façam também as suas.

    Beijos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  4. É isso mesmo Alexandre, cada vez que vou à praia me deparo com tanto lixo no final do dia, que dá vontade até de chorar....Ah se não fossem os garis das cidades passarem lá para limpar tudo. E o que vai direto para o mar sem ninguém perceber??? Daqui a pouco nem os paraísos estarão isentos de poluição, pois a água leva e trás tudo de volta!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Ei Flavia!
    Devo ir a Abrolhos agora em julho e espero encontrar a beleza que vi muitas vezes por lá anos atrás! Há muito tempo não mergulho de cilindro, só snorkel, mas mesmo assim a vida colorida submersa já começa a perder sua cor, infelizmente!
    Vou passar lá para comemorar com você!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. .

    .

    . um exemplo in.igualável para quem assim defende ao proteger o mundo que nos hospeda .

    .

    . bem.hajas,,, bia .

    .

    . um beijo meu .

    .

    . paulo .

    .

    .

    ResponderExcluir
  7. Beatriz, a natureza é sábia e cobra por nossos desmandos.
    O mar me assusta,ao mesmo tempo que me encanta. Nunca serei uma aventureira nem sobre nem sob ele. Mas o respeito muito, admiro-o e "invejo" quem é mergulhador e consegue ir em suas entranhas.
    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  8. Olá Beatriz

    Obrigada pela visita ao Farol que me (nos) permitiu conhecer este teu maravilhoso blog e a causa gigante que aqui defendes - a preservação do meio ambiente.

    Também eu sou defensora acérrima deste nosso Planeta Azul e também adoro viajar e conhecer novos lugares, gentes e culturas.

    Vou de imediato registar-me como seguidora e vir aqui sempre que os meus múltiplos afazeres o permitam.

    Adorei conhecer-te.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Oi Brenda
    Também acho, fazer a nossa parte é o mínimo que nos cabe! Afinal, somos uma gotinha no oceano que faz "a" diferença!!!
    beijocas

    ResponderExcluir
  10. Olá Paulo!

    Acho que todos protegemos um pouquinho o meio que nos cerca e (também) nos protege. Devemos retribuir os benefícios que a natureza nos dá de graça!!!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  11. Querida Lucia
    Todos nós já nascemos e vivemos uma tremenda aventura só de sobreviver neste mundo, não acha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Tétis

    Sou como você, simplesmete AMO conhecer lugares de rara beleza e, praticamente, intocados ainda!!! Espero que nosso planetinha azul ainda sobreviva milhões de anos pela frente, pois seria mito egoísmo as futuras gerações não o conhecerem assim tão belo!
    beijinho

    ResponderExcluir
  13. querida Bia

    adoro as tartarugas verdes!

    escrevi sobre uma, a Mariza, que está num aquário, aqui na cidade do Porto

    dizem, que será até se recompor de ferimentos que sofreu e espero bem que um dia, seja devolvida à sua casa nos oceanos

    talvez até se possam encontrar, a Mariza e a Bia!

    gosto sempre tanto destes teus textos...

    um beijo


    manuela

    ResponderExcluir
  14. Bia querida,
    Você é sempre tão certeira na escolha das fotos. Todas lindas. Precisamos cuidar do nosso patrimônio para conseguir tirar fotos como essas por muitos anos. Tomara que nossos netos possam mergulhar em águas limpas e ver muita vida marinha.
    Um beijo grande
    Claudia

    ResponderExcluir
  15. Oi Manuela
    Tomara que a Mariza um dia saia deste aquário e volte para o mar de Porto, ou melhor, todos os mares!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Olá Claudia!
    Pena que não depende só de nós....mas se todo mundo fizer um pouquinho só de esforço, acho que ainda conseguiremos tirar belíssimas fotos por muito tempo ainda, quem sabe...!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Querida Bia!
    Voltei, mas ainda devagarinho!
    Menina, lembrei de ti, sabe onde?
    Em Viña del Mar quando vi o Oceano Pacífico e um monte de leões marinhos e focas nas pedras, bem pertinho de nós.
    Como é belo o oceano, que pena que as pessoas não tenham compreensão e respeito diante de tão importante ecosistema!
    Vi a neve e as Cordilheiras dos Andes, me emocionei um bocado nesta viagem.
    um super abraço carioca e saudades.

    ResponderExcluir