Translate

sábado, 22 de outubro de 2011

Montanhas

Quem não gostaria de morar num lugar assim? Eu, certamente, compraria uma passagem só de ida! E nunca mais pisaria numa cidade grande, argh!
As terras altas nos mantém vivos!
Um mar de morros reflete o retrato das montanhas no estado do Espirito Santo
Campos e montanhas em harmonia...
Tentando se disfarçar de nuvem, as montanhas do Parque Humboldt, ao norte da Califórnia, são repletas de sequoias, árvores que dependem da névoa úmida para sobreviver!
A Serra da Mantiqueira, onde já subi tantas vezes.....berço de muitas nascentes que se trasnformam em lindas cachoeiras!
Existe lugar mais belo? Ainda que precise de mais cuidados..... A minha querida cidade maravilhosa encravada entre as montanhas e o mar! Do alto do Pão de Açucar, impossível não fotografar esta imagem, mesmo que você já tenha ido mil vezes!!!



Fico pasma quando vejo a destruição de nossos ecossistemas na tv, ao vivo, todo dia, no mundo todo! Me preocupa, em particular, a situação de nossas montanhas tão frágeis.....Vivendo nas terras baixas ou nas terras altas, as montanhas acabam influenciando a vida de todo mundo. A questão da preservação das montanhas é tão importante quanto à mudança climática, o desmatamento e a desertificação. É preciso levantar esta bandeira, já que essas terras tão altas são as áreas mais frágeis que existem! Aqui no Brasil nossas montanhas têm sofrido muito com os eventos extremos do clima, isso sem contar os desmatamentos sem fim e as queimadas "criminosas". Elas guardam o elemento mais valioso para nossas vidas: a água. Os rios e os riachos que descem dali são elos vivos que ligam as comunidades das áreas mais altas com as de regiões mais baixas.

As florestas das montanhas são importantes porque equilibram as chuvas e a umidade, e ainda mantém os solos estáveis. É por isso que eu digo, as montanhas influenciam nossa vida mais do que possamos imaginar. As pessoas que moram nas terras altas são como guardiões daquele ecossistema. Afinal, elas conhecem o terreno como ninguém e sentem na pele as consequências da degradação e mudança cultural. Assim também são os esportistas de trekking, alpinismo, rapel e montanhismo, que conhecem a fundo cada pedacinho das alturas! Para preservá-las é preciso entendê-las. E para entender as montanhas é necessário vê-las como sistemas orgânicos profundamente ligados a todos os ecossistemas do mundo! E nós somos parte disso. Fica aqui um pequeno trecho de Rubem Alves:

"A natureza sonha. Montanhas, florestas, mares, rios, lagos, nuvens, cachoeiras, animais......todos sonham um mesmo sonho. Sonham que chegará um dia em que os seres humanos desaparecerão da face da Terra. Pois os dinossauros não desapareceram? Quando isso acontecer será a felicidade! A natureza estará, finalmente, livre dos demônios que a destroem. A natureza, então, tranquilamente, sem pressa, se curará das feridas que lhe causamos."

17 comentários:

  1. Bia querida!
    Que gostoso ler nesta manhã, aqui nas montanhas, este teu post de alerta e carinho pelas terras altas.
    Ontem mesmo,num bate papo entre amigos aqui em Petrópolis, todos unânimes em apontar a degradação que vem ocorrendo no meio das nossas matas. Começam com um barraco e logo logo aparecem dezenas embrenhados no mato. O pior é que a rede pública de água e energia levam até eles estes privilégios, assim ninguém os tira dali e quando tentam tirar, são tachados de 'sem coração', mas o problema é que lá na frente sobra para todos, pois as chuvas de verão varre os morros, caem estes barracos e geralmente em cima de quem não tem nada com isto.
    Eu amo as montanhas, gostaria de ficar aqui pra sempre, mas o trabalho do marido ainda nos força morar na parte baixa, mas tenho um olho esperto para ver irregularidades e, são muitas. Já denunciei pessoas que tentam se apossar de áreas de preservação aqui mesmo e vou continuar assim, mesmo sabendo que é um trabalho de formiguinha, mas se todos assim o fizessem, não teríamos tanta desordem e caos nos verões tórridos desta cidade.
    um super abraço carioca da serra neblinada

    ResponderExcluir
  2. o caminho dos cursos de água, que começa lá em cima

    onde o ar é mais leve!

    e se o homem fizer parte da terra como qualquer outro ser e o seu extermínio desiquilibrar todos os sistemas?

    um beijo, Bia

    ResponderExcluir
  3. Então você está nas montanhas....que delícia!!!
    Mesmo com os sistemas de alerta implantados, as chuvas de verão arrasam as terras altas da serra fluminense. Os eventos extremos do clima estão aí todos os anos, e não há como pará-los! Então, porque os governos não tomam providências um ano antes? Há tanto o que fazer! Essas pessoas que invadem as montanhas não sabem do perigo que correm. E ainda são incentivados pelo próprio governo! Concordo com a sua indignação e se morasse em Petrópolis faríamos juntas muito barulho para tentar mudar essa situação!
    Um beijo Beth!

    ResponderExcluir
  4. Pois é Manuela.....o homem faz parte deste ecossistema todo. Mas não aprende ou se recusa a entender que todos juntos somos a mesma terra, o mesmo ar, as águas que correm para o rio, e o rio para o mar. Quem dera tivéssemos todos o ar mais leve das montanhas para respirar!
    Beijo grande!!!

    ResponderExcluir
  5. Ah que delícia! Eu tb adoro! É uma pena q o homem destrua o que vai dar troco pra ele mesmo, pois a Natureza responde... ;)
    Beijo, beijooo
    She

    ResponderExcluir
  6. Oi She!
    É uma pena mesmo...a natureza já está dando o troco de várias maneiras, infelizmente.....
    Beijão!

    ResponderExcluir
  7. Como sempre linda e instrutiva matéria! Outro dia li Leonardo Boff que dizia, a terra "se salva a si mesma e, se for preciso, nos expulsando de seu seio. Mas como nos salvamos a nós mesmos e a nossa civilização? Esta é real questão que a maioria dá de ombros, especialmente os que tratam da macroeconomia." O homem não se cansa de tentar destruir a terra... mas a lei do retorno é implacável, e nesta questão, só não vê o futuro quem não quer.
    Girassóis nos seus dias.

    ResponderExcluir
  8. OH, WOW! Take me there! To that first photo. I just love it:-) And I would love to live in a place like that..
    Hope you have a nice Sunday:-)

    ResponderExcluir
  9. Bia, adorei a foto do Rio. Estou fora de casa há três semanas e deu saudade...
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  10. Me too! And I believe you also have marvelous places like that in Norway Spiderdama!!!
    Have a nice week!

    ResponderExcluir
  11. Ei Claudia! Tanto tempo assim longe da "terrinha"? Realmente a saudade aperta nessas horas.....eu que o diga!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. The places of your photos are really lovely and charming !!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Ei Bia!
    Em que mares você anda? Fora de casa também?
    Beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  14. .

    .

    . é sempre onde a terra é mais alta . que respiramos um mundo que teima em sobreviver aos malefícios do homem .

    .

    . passar por aqui é respirar também um fôlego de esperança .

    .

    . um beijo . bia .

    .

    .

    ResponderExcluir
  15. Hei Elettra!
    I love your photos too! Everything so delicate, showing little animals and flowers! I need to go there more and more!

    ResponderExcluir
  16. Por agora não ando navegando outros mares, Claudia. Pelo menos por enquanto, he he!
    Só quero férias para poder sair por aí...
    Beijão!

    ResponderExcluir
  17. Paulo

    Respirar um pouco de esperança é tudo que precisamos! Aqui consigo respirar o mundo, vasto mundo, às vezes intangível ao toque, mas nunca ao coração....

    Bjs

    ResponderExcluir