Translate

domingo, 12 de novembro de 2017

Difícil é acertar!



Uma existência banal não interessa, tem que fazer a diferença. Para os outros, para vida ou para você, seja o que for. É nessa busca que aprendemos algo que provavelmente será relevante e dará sentido a nossa vida. Sempre ouvi isso: "Tem que ter foco, ou não vai atingir o alvo". Que alvo? Isso é que dá ter muitos sonhos sem ter uma meta no final. Eles se vão como o vento.... É uma questão de fazer as escolhas certas na hora certa. Difícil é acertar a tal hora com a escolha! Mas afinal se as escolhas da vida que fazemos fossem simples e convenientes, a vida seria também simples e conveniente. Muito sem graça, não! 

...... Então, num belo dia de sol, uma garotinha seguia por uma trilha até chegar numa floresta, e lá se perdeu. Foi aí que um pequeno animal muito estranho - e que ela nunca tinha tinha visto em nenhum livro - pulou do alto de uma árvore bem na sua frente. A garotinha logo falou: "Eu estava seguindo um caminho para encontrar a minha meta, mas eu me perdi, estou com medo, quero voltar." 
O animalzinho muito esperto logo começou a falar sem parar: "Escute bem menininha, que eu não vou repetir. Você só vive uma vez! Então a dica é, se tiver que falhar, falhe GRANDE para valer a pena acertar GRANDE depois. Não pode ter medo de falhar. Ter sonhos é bom, mas eles têm que ter objetivos. De nada adianta se não tiver uma meta no final, um objetivo a ser alcançado, ou você se perde no caminho e a decepção é certa. Pouco importa se o sonho é grande ou pequeno. Só que é preciso disciplina e consistência, dia após dia. Mas lembre-se, não é porque você está fazendo um pouco mais que já vai ter sucesso. Não confunda movimento com progresso. Você pode fazer muito e simplesmente não sair do lugar. Então é preciso continuar tentando até alcançar as suas metas. Ah, e o mais importante: não aspire apenas ter uma 'vida', aspire fazer a diferença!"

Não há nada mais batido que aquela frase "acredite nos seus sonhos". Sonhar é legal, mas ter metas é importante, e a persistência costuma funcionar muito bem! Muitas vezes é preciso sair fora da caixa, pegar outro caminho. Nem tente fazer tudo certinho, conforme as regaras X, Y, Z. Não dá certo! Tentar, errar, arriscar, errar, e enfim chegar lá - isso é que importa!


terça-feira, 31 de outubro de 2017

Quando o deserto foi floresta

Quem diria .... Entre 5 mil e 10 mil anos atrás o maior deserto do mundo era uma região cheia de bosques, savanas, lagos permanentes e vários animais. Inclusive já foram encontrados fósseis de grandes animais, como crocodilos, elefantes e hipopótamos (ou seja, animais que dependem basicamente da água). Restos antigos de anzóis também denunciam que habitantes há mais de 5 mil anos costumavam pescar por ali.


O deserto do Saara é dividido em 2 trechos, um dominado por dunas de areia (Erg) e o outro cheio de rochas (Hamadas), e compreende os países e territórios: Argélia, Níger, Saara Ocidental, Mali, Mauritânia, Marrocos, Chade, Egito, Líbia, Sudão e Tunísia. Cientistas acreditam que uma grande extensão de vegetação ocupava uma área onde hoje estão pelo menos  a Líbia, a Argélia e o Egito. O Saara de tornou verde quando a Terra saiu do longo período glacial.Com a incidência do sol forte as chuvas também vieram mais fortes, o que fez com que a vegetação crescesse vertiginosamente, reduzindo as emissões de poeira e diminuindo o reflexo da luz no solo. É este reflexo de luz solar - o albedo - o responsável pela aridez de qualquer região, além de sua cor creme clara.

O avanço do Saara vaporizou quase totalmente o antigo maior lago do mundo.O lago Chade ainda existe até hoje, resistente que é, mas 6 mil anos atrás ele era maior que os cinco grandes lagos americanos juntos. Ele chegou a ter 360 mil quilômetros quadrados!. Seu volume diminuiu drasticamente na década de 60. A maior parte de sua redução se deve às alterações climáticas no continente africano, além do consumo humano e do desmatamento.

Muitos acreditam que daqui a milhares de anos o ciclo se repetirá e o Saara voltará a ser verde novamente. Mas agora, diferente de 5 mil anos atrás, o fator humano tem um efeito devastador que vai além das variações naturais da Terra. Isso é preocupante não só para o Saara mas para todos os ambientes naturais do planeta.  Ainda assim, seja uma montanha, um oceano ou um deserto, em todas as coisas da natureza existe algo de maravilhoso!!!

Dunas de areia predominam em grande parte do deserto

O Saara ocupa todo o norte da África

Nem tudo é areia, mas tudo é deserto


quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Viva a dúvida

Vou deixar aqui uma fala do físico Marcelo Gleiser, com a qual eu concordo plenamente:

"O fato de a gente não entender alguma coisa não significa que ela precise ser explicada de uma forma sobrenatural. A ciência vive da dúvida. E a gente não precisa entender tudo para se ter uma vida feliz e completa. Eu prefiro viver com a dúvida do que ser enganado por uma ilusão."